Notícias

População vai auxiliar Estado a traçar perfil de cidades da RM Vale e Litoral

A consulta pública poderá ser realizada até o dia 30 de novembro

Um projeto do governo do Estado de São Paulo irá contar com a participação dos moradores da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte para criar um perfil socioeconômico de cada cidade e assim planejar o desenvolvimento regional. A população pode participar sugerindo oportunidades e até mesmo obstáculos para o crescimento.

A consulta pública sobre o potencial de desenvolvimento estará disponível virtualmente a partir da próxima segunda-feira (12). A população irá responder três questionários sobre atividades econômicas, potenciais de desenvolvimento e sobre o que acredita a região ter de vantagem para gerar desenvolvimento regional.

De acordo com o secretário de desenvolvimento metropolitano, Edson Aparecido, o objetivo é envolver a população com as ações de planejamento regional. "Não é só mais o poder público e a sociedade civil organizada. Queremos chegar no cidadão para que ele também opine quais os potenciais e problemas", explica.

A pasta também acredita que a aproximação com os moradores traga mais transparência ao processo de desenvolvimento regional. "A ideia é fazer com que esse processo seja transparente tanto no sentido da população opinar quanto no sentido dele acompanhar o que sugeriu e foi acatado pelo poder público", afirma.

As informações coletadas neste questionário somadas ao diagnóstico já feito irão constituir um material chamado de Unidade de Informações Territorializadas, a UIT. "É um perfil de cada unidade na região metropolitana, uma ferramenta de informação que auxilia no planejamento de desenvolvimento regional".

A Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte será a primeira região a ter a UIT depois da Grande São Paulo. O material deve ser desenvolvido e entregue até fevereiro de 2013. A UIT deve ser estendida às demais regiões metropolitanas posteriormente.

Além das pesquisas, os moradores terão informações, dados e características específicas de cada sub-região, como aspectos demográficos,econômicos, sociais, urbanos e ambientais. Poderão ser acessados também quadros de referência contendo as atividades econômicas presentes e estáveis na Região e, ainda, as atividades econômicas com potencial, além das ameaças, oportunidades e vantagens competitivas da mesma.

A consulta pública, que será virtual, funcionará de segunda-feira (12) a 30 de novembro. O prazo pode ser prorrogado caso o governo avalie necessário. Na segunda, o endereço será disponibilizado no site da Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano.

Com informações do G1