Notícias

Aproximadamente 135 chefes de Estado participarão do Rio+20

Diplomatas discutirão sobre a negociação do documento até 4 de maio.

Na manhã de segunda–feira (23), a ONU (Organização das Nações Unidas) confirmou a presença de aproximadamente 135 chefes de Estado na conferência Rio+20.

A conferência, que tem como objetivo discutir o desenvolvimento sustentável, reunirá a cúpula no Rio de Janeiro de 13 a 22 de junho, mas o encontro com chefes de Estado vai ocorrer de 20 a 22 de junho.

Durante a abertura das negociações informais do documento que vai nortear a Rio+20, em Nova York, o secretário-geral da Conferência, Sha Zukang, afirmou que existe um delicado equilíbrio que precisa ser alcançado nas negociações que considere as necessidades e interesses de todas as pessoas. Zukang comentou também que está otimista com as negociações e que a Rio+20 será um sucesso.

Obstáculos

Os diplomatas se reunirão até o dia 4 de maio, na penúltima rodada de negociações informais, para discutir o texto-base da Rio+20.

De acordo com a ONU, o documento revisado identificou 26 áreas estratégicas de ação, incluindo água, energia, alimentos, empregos, cidades, oceanos, preparação para desastres, erradicação da pobreza, consumo e produções sustentáveis.

Desde que foi lançado, em janeiro, novos pontos foram acrescentados. Entre eles, a criação de Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, compromissos criados para melhorar os índices de desenvolvimento humano de países pobres e emergentes.

O documento atual afirma que tais metas, que seguiriam o modelo dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, seriam definidas até 2015, reduzindo a expectativa de que esse assunto seria resolvido na Rio+20.