Notícias

Umidade relativa do ar em Guaratinguetá chega á nível do deserto do Saara

Índice elevado foi constatado no período da tarde

A umidade relativa do ar registrada no último sábado (8) em Guaratinguetá chegou a níveis críticos, semelhantes aos do Deserto do Saara. A cidade no Vale do Paraíba registrou 14%, enquanto o deserto na África possui uma média entre 10% e 15% de umidade.

O índice, que foi registrado por volta das 16h, é classificado como estado de alerta de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).
A temperatura máxima em Guaratinguetá foi de 32°C, das 12h às 16h deste sábado. São José dos Campos e Taubaté tiveram a mesma máxima, porém o pico na temperatura aconteceu às 13h e 16h respectivamente.
As duas cidades registraram umidade relativa do ar de 23%, às 16h. Os índices se enquadram em estado de atenção de acordo com o padrão estabelecido pela OMS.

Segundo o meteorologista Bruno Miranda, do CPTEC/INPE, de Cachoeira Paulista, a baixa umidade deve continuar nos próximos dias não só em Guaratinguetá, mas na região do Vale do Paraíba. "Os índices baixos são registrados por conta da presença de uma massa de ar seco na região. A previsão é de que ela continue no Vale pelo menos nos próximos sete dias, embora tenha uma leve melhora", explicou, por telefone, ao G1.

Classificação
De 30% a 20% – estado de atenção: evitar exercícios físicos ente 11 e 15h, deixar no ambiente balde com água ou toalha molhada, evitar locais desprotegidos do sol.
De 20 a 12% – estado de alerta: mesmas recomendações acima, além de suprimir exercícios físicos das 10 às 16h, evitar aglomerações em ambientes fechados, usar soro fisiológico nos olhos e no nariz.
Abaixo de 12% – estado de emergência: mesmas recomendações acima, além de não praticar nenhum tipo de esporte, nem trabalho braçal e interromper atividade ao ar livre das 10 às 16h. Devem ser suspensas as aulas de educação física, coleta de lixo, entregas dos correios e é recomendado evitar aglomerações como cinemas.

Recomendações para dias secos:
- evite praticar exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 16h;
- evite aglomerações em ambientes fechados;
- umidifique os ambientes com vaporizadores e toalhas molhadas;
- use soro fisiológico para olhos e narinas;
- e consuma bastante água.

Fonte: Vnews.com.br