Notícias

Imagem de Nossa Senhora Aparecida é escolhida pela UNESCO para representar artesanato brasileiro

Imagem de Nossa Senhora Aparecida ganha reconhecimento da Unesco

Por Elisangela Cavalheiro / Redação A12

Uma Imagem de Nossa Senhora Aparecida feita de cabaça – um fruto de casco duro que é oco por dentro e não é comestível – foi selecionada pela UNESCO para representar o artesanato brasileiro.

A obra "Santa Inanimada" foi confeccionada pelo artesão Nicodemos Souza de Miranda, conhecido como Nico Miranda, de Jataí (GO) que há mais de 40 anos utiliza a cabaça como matéria-prima de suas obras.

A imagem ganhou o certificado da 3ª edição do "Reconhecimento de Excelência da UNESCO para os produtos artesanais do MERCOSUL", que inclui Brasil, Chile, Paraguai, Argentina e Uruguai.

Ao todo 28 peças dos cinco países foram selecionadas e receberam o certificado.

A imagem que foi enviada para a UNESCO possui 18 centímetros. O artista utilizou para a composição da peça três cabaças, uma para o entalhe, uma para o suporte e outra para a coroa.

O artesão conta que conheceu a arte aos 11 anos e aprendeu o ofício com muita disciplina. Para ele, receber este reconhecimento é uma confirmação do valor de sua arte e de seu dom.

"É um reconhecimento do meu processo, e quer dizer que estou no caminho certo. Um artista coloca o seu dom para o bem".

Nico conta que a inspiração para esculpir a imagem da Padroeira do Brasil veio com o cultivo de uma devoção toda especial que nutre pela "Santa Mãezinha".

A iniciativa da UNESCO acontece dentro das comemorações dos 50 anos do Conselho Mundial de Artesanato na América Latina.

As peças que representaram o artesanato brasileiro foram selecionadas pelo Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior por meio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB).

Além da "Santa" de Goiás, foram escolhidas:

Carteira de Mão

Obra de César Wesley Conti, Anna María Rebello e Zilda Aparecida Mendes

(Núcleo de Artesanato em Taboa-Naboa)

Colar – Cores da Mata

Obra de Rodney Paiva Ramos

Búfalo Montado

Obras de Darlindo José de Oliveira, Oscarino Braga, Paulo Baia, Antonio Braga, Carlos Baia e Luiz Carlos (Grupo de Mestres Artesãos de modelagem em Balata)

Palma Barroca

Obra de Hercilia Batista Herculano

Penca de Balangandã

Obra de Aguilardo de Souza Teixeira

O "reconhecimento" tem como objetivo incentivar os artesãos na criação de produtos que assegurem a continuidade e sustentabilidade das tradições culturais e promover internacionalmente os selecionados como um mecanismo de certificação de qualidade e de comercialização.