Notícias

Claro, Oi e Tim são punidas pela Anatel devido o aumento de reclamações dos usuários

Diversas reclamações dos usuários levam Anatel punir operadoras de celulares

Na segunda – feira (23) foram suspensa a venda de chips telefônicos da Claro, Tim e Oi. A decisão foi tomada nesta última quarta – feira (18) pela Anatel ( Agência Nacional de Telecomunicações).

A medida foi tomada pela Anatel devido ao alto índice de reclamações dos usuários. Porém, a punição não é homogênea para todo o País, em cada Estado a empresa com maior número de reclamações será punida.

Segundo o presidente da Anatel, João Rezende, a operadora com maior punição é a Tim que terá as vendas suspensas em 19 Estados, a Oi em 5 Estados e a Claro em 3 Estados.

Se as operadoras quebrarem a determinação, a multa será de R$200 mil por dia. As vendas somente serão liberadas depois que as companhias apresentarem à Anatel, no prazo de 30 dias, um plano de investimento para resolverem os problemas nos call centers.

Apesar de não terem suas vendas cortadas, Vivo, CTBC e Sercomtel também terão que apresentar um plano de investimento.

A Oi afirmou que o parâmetro de análise da Anatel "não reflete os investimentos maciços realizados em melhorias de rede". "O entendimento da Oi é que a análise está defasada em relação à evolução recente percebida na prestação dos serviços". Em nota, a empresa reafirma o plano estratégico de investir R$ 24 bilhões entre 2012 a 2015.

A TIM, por sua vez, se disse surpresa com a medida, que considerou "extrema" e "desproporcional". Em nota, a operadora afirmou que "irá tomar todas as medidas necessárias para restabelecer o quanto antes à normalidade de suas atividades".

Já a Claro afirmou que "problemas pontuais" de atendimento no call center geraram a suspensão da venda. Em nota, a empresa informou que "ações de melhorias já apresentaram resultados nos indicadores da Anatel do mês de junho". A companhia também disse que foi "surpreendida" pela decisão. "A operadora faz fortes investimentos em rede no Brasil, sendo R$ 3,5 bilhões apenas em 2012″, destacou. Mesmo assim, a empresa disse que apresentará prontamente à agência o seu plano de investimentos.

Fonte: Estado de S.Paulo