Notícias

Aprovado layoff de 5 meses na GM

2.500 funcionários acompanharam a votação do acordo que prevê estabilidade de 6 meses, após o layoff

A partir de 8 de setembro, 930 metalúrgicos da GM terão os contratos suspensos. O processo, chamado layoff, deve durar 5 meses e foi aprovado nesta manhã (26).

Durante o layoff os funcionários são afastados do trabalho, mas continuam recebendo o salário e quando retornarem as atividades, em fevereiro de 2015, terão seis meses de estabilidade, conforme acordo firmado entre as partes.

A montadora anunciou a necessidade do layoff em julho, o motivo é a adequação da produção diante da queda das vendas no mercado automotivo brasileiro.

Para o sindicato o acordo não representa o fim das negociações, “a categoria esta mobilizada para cobrar a vinda de novos investimentos para o complexo de São José dos Campos, conforme prometido pela GM”, destaca o presidente do sindicato, Antônio Ferreira de Barros 'Macapá'.

A empresa anunciou que aguarda a definição da matriz dos Estados Unidos, sobre o investimento de R$ 2,5 bilhões para fabricação de novos produtos no Brasil. No entanto, afirmou que os R$ 6 bilhões já aprovados não comtemplam investimentos na montadora de São José dos Campos.